© Certaja.

01/06/2017

ANEEL anunciou bandeira tarifária verde para junho

A bandeira para o mês de junho será verde, sem custo para os consumidores. Os fatores que contribuíram para o retorno da bandeir

A bandeira para o mês de junho será verde, sem custo para os consumidores. Os fatores que contribuíram para o retorno da bandeira verde foram (i) a maior afluência das vazões que chegaram aos reservatórios das hidrelétricas em maio de 2017 e (ii) a perspectiva de redução do consumo de energia elétrica.


Segundo o relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), o valor da usina térmica mais cara é de R$ 155,85/MWh, o que indica bandeira verde.


Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o uso consciente da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade.


Faixas de acionamento


Bandeira Tarifária Verde


Acionada nos meses em que o valor do CVU da última usina a ser despachada for inferior a R$ 211,28/MWh


Bandeira Tarifária Amarela


Acionada nos meses em que o valor do CVU da última usina a ser despachada for igual ou superior a R$ 211,28/MWh e inferior a R$ 422,56/MWh


Bandeira Tarifária Vermelha


Patamar 1: acionada nos meses em que o valor do Custo Variável Unitário – CVU da última usina a ser despachada for igual ou superior a R$ 422,56/MWh e inferior a R$ 610/MWh.
Patamar 2: acionada nos meses em que o valor do Custo Variável Unitário – CVU da última usina a ser despachada for igual ou superior ao limite a R$ 610/MWh  (Aneel – 29/05/2017).

Suporte Certaja