© Certaja.

30/01/2023

Ato de vandalismo causa queda de torre de linha de distribuição e deixa cooperados do Vale do Rio Pardo sem energia

​Parafusos foram retirados da estrutura, que acabou caindo durante temporal na regiãoUm ato de vandalismo deixou cerca de 6 mil c


Parafusos foram retirados da estrutura, que acabou caindo durante temporal na região


Um ato de vandalismo deixou cerca de 6 mil cooperados sem energia elétrica no Vale do Rio Pardo. Sessenta e quatro parafusos foram retirados da estrutura de uma torre da linha de distribuição da localidade de Cerro do Chileno, em Vale Verde. Sem a sustentação necessária, a torre caiu durante o temporal que atingiu a região no sábado (28). Com a queda, outra torre próxima também ficou avariada.

Cooperados de Vale Verde, General Câmara, Passo do Sobrado, Rio Pardo e Santa Cruz do Sul – municípios atendidos pela Subestação Vale Verde – foram atingidos com a falta de energia.

Para minimizar o impacto, a Cooperativa realizou transferência de carga para a Subestação Taquari, enquanto as equipes trabalhavam para consertar os estragos e restabelecer a normalidade no fornecimento.

“Com a transferência de carga, os níveis de qualidade da energia ficaram prejudicados, mas a prioridade naquele momento era que todos os cooperados tivessem energia”, explica o gerente de Distribuição da Cooperativa, Eleandro Luis Marques da Silva.

Como o trabalho exigiu a contratação emergencial de equipes especializadas, Silva observa que ainda não é possível mensurar a totalidade dos custos envolvidos nesta operação. “Esse tipo de ato afeta diretamente os nossos cooperados, que ficam provisoriamente sem a prestação do serviço”, comenta o gerente. “Além disso também oferece um risco altíssimo para a comunidade e para quem efetua o ato de vandalismo, devido à possibilidade de exposição a choques elétricos”, acrescenta.
 

Nesta segunda-feira (30), ao meio-dia, foram finalizados os reparos nas duas torres. O fornecimento de energia para toda a região foi integralmente normalizado no início da tarde.

A Cooperativa já tomou as medidas legais necessárias para apurar e responsabilizar os envolvidos. Pelas evidências apuradas até o momento pela equipe da CERTAJA Energia, acredita-se que a retirada dos parafusos tenha ocorrido nos últimos dias. “O local foi vistoriado recentemente, há cerca de duas semanas, dentro do programa de manutenção.”

Suporte Certaja