© Certaja.

24/08/2020

CERTAJA Energia prevê início das obras da Subestação Vale Verde em junho de 2021

Está prevista para iniciar em junho de 2021 as obras da subestação Vale Verde e Linha de transmissão de 69 kV que sairá de Venân

Está prevista para iniciar em junho de 2021 as obras da subestação Vale Verde e Linha de transmissão de 69 kV que sairá de Venâncio Aires até Vale Verde. Até lá é preciso receber as liberações de licenças ambientais dos órgãos competentes. “Atualmente estamos em andamento com as etapas de projetos e licenciamento ambiental do empreendimento”, explica o gerente de distribuição, Eleandro Marques. A subestação está projetada para operar com um transformador fixo de 10MVA, podendo também ser energizada pelo transformador móvel da CERTAJA de 25 MVA. A subestação pode ser ampliada futuramente, pois o projeto contempla estrutura completa para mais um transformador de potência, se necessário. Entre os benefícios aos cooperados estão a melhoria da confiabilidade, qualidade do produto, maior possibilidade de transferência de cargas entre alimentadores, minimizando em muitos casos o tempo de falta de energia em dias de emergência e manutenções do sistema, bem como disponibilidade de uma energia confiável para receber novos empreendimentos que queiram se instalar na região e com isso alavancar o desenvolvimento daquelas comunidades.


As localidades de Rio Pardo, Vale Verde, General Câmara, Santa Cruz do Sul e Passo do Sobrado sentirão diretamente os efeitos positivos do investimento infraestrutural. Reuniões de alinhamento ajudam a definir detalhes, com a participação das empresas contratadas, cada uma dentro do seu escopo: liberação ambiental (Geocenter), projeto da linha de transmissão (ENGETRAN), projeto da subestação (Gama Engenharia) e avaliação das propriedades (Fundiário, LIBERJ). Colaboradores da CERTAJA acompanham de perto o diálogo, como o presidente Renato Martins, o gerente de distribuição Eleandro Marques, o Gestor da Engenharia Luciano Monteiro, o gestor do setor de Segurança e Meio Ambiente, Leandro Vargas, e o suporte de contratos Marciano Vicari. A ideia é alinhar os cronogramas, com a proposição de ajustes diretamente com as contratadas.


Suporte Certaja