© Certaja.

19/06/2019

Desafio cultural sobre cooperativismo une estudantes de três escolas

Embalados por ideias para melhorar o mundo, jovens apresentaram atividades; Escola Anita Ferreira de Moraes alcançou o primeiro

Embalados por ideias para melhorar o mundo, jovens apresentaram atividades; Escola Anita Ferreira de Moraes alcançou o primeiro lugar



Uma manhã repleta de bons sentimentos, ideias, cultura e diversão. Assim foi o encontro do Projeto Sementes do Cooperativismo em 18 de junho, na ACERTA, em Taquari. O desafio cultural proposto mobilizou os estudantes de três instituições após uma visita do Núcleo de Comunicação da CERTAJA, quando foi lançada a proposta para que cada uma delas produzisse e apresentasse atividades seguindo os quesitos de adequação ao tema cooperativismo e aos 50 anos da CERTAJA, criatividade, clareza e originalidade.


Representando o município de Bom Retiro do Sul, a Escola Anita Ferreira de Moraes trouxe uma encenação em que a vida real se misturou com a ficção. Como se estivessem rodando um filme em um set cinematográfico, os alunos contaram o quanto os habitantes da zona rural gaúcha sofriam com a precariedade de uma vida sem energia elétrica, quando se usavam lampiões e não havia televisão, geladeira ou chuveiro elétrico. As coisas tomaram outro rumo quando os governos se uniram para viabilizar a criação da CERTAJA. Uma bela canção entoada em conjunto mostrou a potência dos talentos reunidos em torno de uma ideia em comum e garantiu o primeiro lugar na disputa.


A Escola Gonçalves Dias, de Triunfo, construiu um jornal filosófico com situações importantes ocorridas em 1969, quando iniciou o Jornal Nacional, Gilberto Gil lançou Aquele abraço, o homem pisou na Lua e a CERTAJA foi fundada. O programa humorístico do grupo inglês Monty Pyton, que em um dos episódios encenou um futebol filosófico, serviu como mote para discutir o Mito da Caverna, de Platão, pensador encenado como um técnico de time que propunha abandonar a escuridão através do esclarecimento originado pelo saber. Kant, Locke, Rousseau foram alguns dos iluministas convocados e ajudaram a trazer o troféu de vice-campeões do Projeto.


A Escola Nossa Senhora da Saúde, de Passo do Sobrado, também recuperou fatos marcantes em 1969. A realidade das comunidades gaúchas às escuras naquele longínquo ano foi rememorada, mostrando como surgiu a ideia da fundação da Cooperativa e as mudanças importantes que transformaram a vida de seus cooperados. Através da dança e encenações marcantes, os alunos interpretaram com vivacidade a melhoria do cotidiano por conta dos benefícios da energia elétrica, “que deve ser usada com consciência”, frisaram.


A abertura da atividade contou com a apresentação do novo jingle da CERTAJA, comemorativo aos seus 50 anos celebrados ao longo de 2019, bem como o novo mascote, um eletricista que precisa ser “batizado” com um nome, proposta lançada aos estudantes presentes. O Abelix, mascote que há mais de uma década anima os eventos da Cooperativa, também compareceu. Uma vasta mesa de jurados foi convocada para a difícil tarefa de avaliar as intervenções culturais. Nos intervalos, o mágico Alex Meyer divertiu a plateia com truques e brincadeiras.


EXPERIÊNCIA COLETIVA - Recepcionados com uma decoração especial na ACERTA, os estudantes receberam kits com guloseimas. A empolgação e a expectativa pairavam no ar, com muita conversa, alegria e aquela agitação saudável para dar conta dos últimos preparativos para as apresentações. A atividade é o ponto alto de uma etapa iniciada em março deste ano, com visitas às três escolas, palestras sobre o cooperativismo e o lançamento de desafios culturais em uma experiência coletiva, intensa e que lança sementes que irão germinar em um futuro próximo.


Criado em 1998 e reformatado em 2010, o objetivo do Sementes do Cooperativismo é ampliar a educação cooperativista para além dos cooperados, visando preparar os futuros líderes e o corpo social da CERTAJA a contribuírem com um desenvolvimento mais amplo e igualitário. O projeto atende o 5° princípio do cooperativismo (Educação, Treinamento e Informação), que trata da Educação Cooperativa, manifestando o compromisso com a comunidade e é desenvolvido em escolas da área de atuação da Cooperativa. A valorização do ser, ao invés do ter, é um dos alicerces do Projeto Sementes. A organização está sob a responsabilidade do Núcleo de Comunicação da CERTAJA, com a parceria e apoio do Sescoop-RS.


Suporte Certaja