© Certaja.

05/02/2021

Presidente da Certaja Renato Martins e seu Vice Presidente Ederson Madruga comparecem a sessão da Câmara de Vale Verde

No dia 01 de fevereiro estiveram presentes na sessão da Câmara Valeverdense, o atual Presidente da Certaja Renato Matins e o Vice










No dia 01 de fevereiro estiveram presentes na sessão da Câmara Valeverdense, o atual Presidente da Certaja Renato Matins e o Vice Ederson Madruga. Isso ocorreu após um oficio do Presidente Do Legislativo, Frederico Toillier, requerendo esclarecimentos quanto aos custos de composição da tarifa de energia.

Inicialmente, Renato Matins, agradeceu a oportunidade de aproximar a comunidade da Certaja, podendo esclarecer dúvidas trazidas de usuários através dos vereadores.

Os Vereadores questionaram sobre a possibilidade de algum desconto para os produtores rurais e o custo da energia urbana.

Renato enfatizou que a atividade do setor de energia é extremamente regulada pela ANEEL, o que inviabiliza qualquer incentivo a agricultores ou classe especifica. Quanto ao custo da energia, no ano de 2020 a CERTAJA participou de um leilão de energia, adquirindo energia com um custo mais baixo pelos próximos 17 anos. Renato afirma que isso possibilitou uma redução do preço praticado esse ano e que a partir de julho poderemos ter uma nova diminuição, vista que a ANEEL define os valores nesse período.

O Vice Presidente da CERTAJA, Ederson Madruga, esclareceu que apenas 39% dos valores cobrado ficam para cooperativa manter seus custo e investimentos, os demais valores são tributos, estaduais e federais, e transmissão de energia.

Ederson destacou que os usuários classificados como rurais terão seu beneficio cessado até o ano de 2023. Isso ocorre devido ao decreto, do então Presidente Temer, que extinguiu o incentivo de 30% dado aos agricultores. “O desconto que era de 30% está sendo zerado gradativamente até o ano de 2023. Se não houver mudança, em 2023 os consumidores rurais terão o mesmo custo de tarifa de um consumidor residencial” afirmou Ederson.

Renato destacou o investimento na melhoria da rede com uma subestação próxima a ponte seca, o que trará mais estabilidade ao sistema. O Investimento chega a 27 milhões de reais e tem previsão de conclusão para abril de 2022. Renato afirmou que possui em caixa 70% do valor necessário para obra.

Sobre as bandeiras cobradas nas faturas, Ederson esclareceu que esse valor é repassado integralmente ao Governo Federal, inclusive sendo obrigação da CERTAJA repassar ao Governo Federal, os valores cobrados a título de “bandeira” daqueles que estão inadimplentes com sua fatura.

Ederson informou que caso algum usuário entenda que haja um possível erro na medição da fatura, é possível solicitar a aferição do medidor. Havendo algum erro o usuário será ressarcido e caso não seja identificado nenhum defeito após a aferição, o usuário pagará uma tarifa de R$9,26 para monofásico, R$15,42 bifásico e R$20,56 para trifásico.

Finalizando, Renato e Ederson, disponibilizaram todos os canais da CERTAJA para que haja esclarecimentos sobre quaisquer dúvidas.

Os vereadores agradeceram os esclarecimentos prestados e disponibilizaram.

Para ter acesso a integra da sessão basta acessar o link https://fb.watch/3s4ZvVZ0HX/


Fonte: Câmara de Vereadores de Vale Verde


















































6






2 partilhas











Gosto






 







Comentar









Partilhar














Suporte Certaja