© Certaja.

18/02/2022

Vice-presidente da Certaja participa de exposição em Dubai

Confira a entrevista que o Jornal O Fato, de Taquari, realizou com Ederson Madruga, para a coluna "Mistura Fina" (Edição 1.084,

Confira a entrevista que o Jornal O Fato, de Taquari, realizou com Ederson Madruga, para a coluna "Mistura Fina" (Edição 1.084, de 18/02/2022)


O vice-presidente da Certaja Energia, Ederson Madruga, fez parte de uma comitiva que viajou para Dubai, cidade dos Emirados Árabes Unidos para participar da Expo 2020, entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro. O Mistura Fina realizou uma entrevista com Madruga para saber mais sobre a experiência.


Mistura Fina – Por que surgiu o interesse pela viagem a Dubai?


Ederson Madruga - A oportunidade de participar desta viagem surgiu por convite da ACIL (Associação Comercial e Industrial de Lajeado) que na comemoração de seu centenário, promoveu uma missão de empresários da região para visitação a EXPO Dubai 2020.


A Expo 2020 é uma exposição mundial organizada pelo Bureau International des Expositions realizada na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, no período de seis meses, originalmente marcada para o período de 20 de outubro de 2020 até 10 de abril de 2021. Porém, devido à Pandemia de COVID-19, o evento foi remarcado para o período de 01 de outubro de 2021 até 31 de março de 2022, mantendo o nome de "Expo 2020".


A Expo é uma das mais tradicionais e importantes exposições mundiais, pois reuniu 190 países, que mostraram suas riquezas, atrações turísticas e, principalmente, suas visões de futuros e desenvolvimentos tecnológicos para a sustentabilidade, mobilidade e oportunidades.


MF- O que foi visto no ramo da energia e pode ser trazido para ser implementado na Certaja?


Ederson Madruga - No ramo da energia, vimos muitos projetos de implementação de fontes renováveis, como solar (solar fotovoltaica), eólica (vento), maremotriz (movimento das marés), heliotérmica (calor do sol) e hidrogênio. Os países do velho mundo tem sua matriz energética baseada em usinas térmicas e nucleares e precisam mudar esta realidade. Diferentemente do Brasil, que é o segundo país em produção de energia renovável, só perdendo para Noruega. Nesta realidade, vimos que há um investimento muito grande para que estes países reduzam suas emissões de gases nocivos.


Para o Brasil, e a Certaja Energia está inserida neste contexto, o aproveitamento de nossos recursos hídricos, com complementariedade da geração solar, é uma forma de deixarmos nossa matriz mais flexível e preparada para as adversidades hídricas, como a estiagem que estamos enfrentando. Infelizmente, a matriz hídrica brasileira não foi concebida com grandes reservatórios, nossas usinas não possuem capacidade de armazenar água, o que seria ideal para complementarmos períodos de estiagem com a geração solar e eólica. Precisamos desta forma, desenvolver mecanismos de otimização da água e armazenamento de energias alternativas.


MF-O que a experiência vai contribuir para o seu trabalho?


Ederson Madruga - Tenho como principal ensinamento desta viagem a grande capacidade do povo árabe de realizar. Independentemente do grande poder econômico dos países árabes, em função do petróleo abundante na região, a cultura daquele povo preconiza planejamento e realização. A visão de longo prazo, prevê a decadência do petróleo em algumas gerações e eles já estão trabalhando para garantir sustentabilidade ao povo árabe nestes novos tempos. Os investimentos são feitos preconizando qualidade e sustentabilidade, o que transforma uma paisagem árida em lindos luares para morar e trabalhar.


O Sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum é o atual primeiro-ministro e vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos desde 2006, além de ser Emir de Dubai. Ele mostra que sonhando, planejando e agindo, podemos fazer qualquer coisa, até mesmo transformar o deserto num oásis.

Suporte Certaja